domingo, 29 de novembro de 2009

Interior vs Exterior

Hoje, por várias vezes pensei em acabar . . . Acabar o que temos.
Eu ando muito confuso com tudo.
Não sei o que se passa com a minha cabeça.

Então, foi assim que, em conversa, comecei a desabafar:

Ando a pensar em tanta coisa...

Às vezes penso em apaixonar-me!
Mas não acho que encontrei a pessoa certa ainda.
Ou se encontrei, não posso estar com ela.

Não sei porquê, mas neste momento eu nem sei o que sinto por cada pessoa que conheço.
Eu agradeço todos os dias pela vida que tenho porque é a vida que qualquer pessoa quer.
Mas parece que não sei tirar partido daquilo que tenho.

Não sei o que fazer da minha vida.
Não sei o que fazer comigo mesmo.

Os meus pais dizem que esperavam nada mais que o melhor de mim e não o estão a ver.
Ninguém é perfeito! E eu posso tentar o máximo que não o serei! Mas eu pelo menos tento...

Não sei o que fazer...

E depois, devo ser a pessoa mais controladora e fria deste mundo porque não demonstro qualquer sentimento às pessoas.
Nem que seja sozinho...
Neste preciso momento, estou sozinho no escritório e a falar isto contigo.
Só me apetece começar repentinamente a chorar, mas por mais que seja a vontade, não me sai sequer uma lágrima...

Não dá, não posso...
Não consigo...
Não devo...
Não quero...
Eu nem sei...
Nem sei...

Parece que ninguém me entende!
Já nem sei de mais nada!

Calma Rodrigo!

Penso que o que eu preciso é de parar um pouco...
Dizer às pessoas que parem!
Que deixem de dizer "gosto de ti" , "adoro-te" , "amo-te".
Porque depois parece que também temos a necessidade de o fazer e não é o que queremos.

Sinto-me bem? Não!

Parece que toda gente é falsa! Que esta grande comunidade de pessoas, só quer tirar partido do que é bom e tirar partido uns dos outros.
Já ninguém se importa com sentimentos...

Típica frase, "temos de nos conhecer".

Só querem corpo.
Digas o que disseres tens um bom corpo, é o que basta, apenas a aparência importa.

Eu preocupo-me em conhecer as pessoas, pelo menos.
Independentemente da pessoa ser "boa" ou não, essa pessoa procura a melhor aparência no próximo.
Ninguém procura um equilíbrio. Só querem o melhor. E se não for o melhor, não querem.
Todos querem tudo. E, por vezes, chegamos a estar perante comportamentos irracionais.

Eu só quero ser feliz!

Com uma pessoa que saiba me fazer feliz!

Com uma pessoa que reconheça o que é importante para mim!

Uma pessoa que saiba distinguir as coisas!

Saiba ser romântica, saiba ser sexy . . .

Saiba ser o que for, o que tiver que ser, mas no momento certo!